Aplicativos · Blog

Vender pás ou correr atrás do ouro…

aplicativos

No pequeno livro App Idiots, que trata de um jeito crítico sobre a febre dos aplicativos (principalmente a ocorrida entre 2008-2009), o autor faz um paralelo entre aquele momento e a corrida do ouro do Oeste americano.

Naquela corrida do ouro, muita gente largou suas coisas para tentar o mesmo sonho: achar tanto ouro de uma só vez a ponto de não se precisar mais trabalhar pelo resto da vida.

No ebook o autor já menciona que o mais provável é que quem tenha ficado rico nessa corrida mesmo tenha sido o vendedor de ferramentas. Para tanta gente obcecada em minerar, seria mais interessante vender pás, picaretas e carrinhos de mão do que correr atrás de um ouro que nem se sabe se existe…

Depois desses anos vendo muita coisa mudar (comecei como desenvolvedor Flash e já não trabalho com isso há muitos anos) a impressão que tenho hoje é que perdi muito tempo correndo atrás de minas de ouro que só existiam na minha cabeça…

Eu sou do tipo que acha fundamental buscar trabalhar com o que se gosta. Mas isso ao mesmo tempo não é garantia de sucesso (financeiro, por exemplo). O que pode te levar para o abismo – com o sonho virando pesadelo.

Meu melhor momento talvez tenha sido quando fiz um módulo para Magento, quatro anos atrás. Consegui um grande número de downloads e foi o post mais acessado aqui do blog. Uma ferramente útil, feita de maneira despropositada durante as horas vagas no meu trabalho mal-remunerado numa agência em que trabalhei, sem nenhuma grande pretensão.

Enquanto isso, ideias miraculosas ocuparam minha cabeça (e tempo, e dinheiro). Sem retorno algum. Claro, alguma coisa se ganha. Mas muito, muito menos, do que valeria a pena…

LEIA TAMBÉM  O desenvolvimento Web está morrendo?

Talvez esse tivesse sido o ideal. Se dedicar a algum trabalho simples, estilo e-commerce. Desenvolver “ferramentas”, vendê-las, em vez de caçar minas de ouro…

Curtiu? Então aperte o botão:
Tagged: , , ,