Blog · Web

Abandonando as redes sociais…

Quanto tempo você perdeu nas redes sociais?


Há pouco desativei meu Facebook. E não pretendo voltar mais lá. Das que usei, era a última rede em que eu estava; outrora havia excluído Twitter. LinkedIn é só para uso profissional, mesmo. Instagram nunca fui assíduo mesmo e a conta está lá, abandonada; Snapchat e outras, nunca usei.

Perdi muito tempo nesses sites. Pior é que devo ter criado, em torno de mim, uma imagem péssima. Não só eu, mas amigos também. Muitos deles, ainda presos por lá. Obcecados em ter/parecer ter razão.

Projetos · Tecnologia · Web

CitZilla lançado

Lancei, no último dia 16 de maio, o site CitZilla.

O projeto tem como finalidade agrupar cupons de desconto, promoções e similares, mostrando ele a partir de um mapa baseado na localização do usuário (usando geolocalização).

No momento ele está voltado ao público americano. Então, acessando aqui do Brasil, você não verá de cara promoções por perto. Só acessando por cidades, no rodapé da página.

Ainda está em versão beta, como se vê no logo. Confesso que não caprichei muito em aspectos visuais ainda, pois o lado backend do projeto me tomou enorme tempo – mais precisamente cerca de 5 meses (!).

Blog · Tecnologia · Web

Vultr: recomendo!

Desde janeiro último eu sou cliente da Vultr, como relatei neste post sobre o Post4Fun!. Esse artigo será breve, só com a intenção de descrever minha experiência até agora com o serviço – caso alguém ainda não conheça essa empresa e ache que servidores Cloud só se restrigem a empresas como AWS e DigitalOcean.

Estou bastante satisfeito até agora. Foi bem fácil implementar um servidor Web com stack LEMP (Linux, Nginx, MySQL e PHP).

Só vou adiantando: não sou especialista em infraestrutura, nem DevOps, etc. etc. Sou desenvolvedor Web, apenas. Com experiência de alguns anos, é verdade – mas apenas isso. Meu conhecimento na parte de infra se resume a coisas mais básicas.

Blog · Desenvolvimento · Web

Bootswatch: Temas gratuitos para Bootstrap

Nem preciso dizer que, quando se está fazendo o frontend de um site logo pensamos num framework para facilitar o trabalho. E, nesse caso, entre algumas opções, é provável que pensemos primeiro no Bootstrap.

Quando se está fazendo um projeto pessoal, seja um sitezinho de portfolio ou uma simples landing page, é interessante recorrer a temas já feitos. Assim, fugimos do padrão já vindo com o Bootstrap, e damos uma graça a mais no trabalho.

Tecnologia · Web

Essas favelas virtuais chamadas redes sociais

Nas favelas, vemos gangues brigando, disputando territórios. Ou simples bate-bocas para ver quem tem razão. Nas redes sociais também.

De vez em quando ocorrem linchamentos perpetrados por moradores. É sabido que ocorrem justiçamentos feitos com as próprias mãos, onde o Estado não chega. Nas redes sociais, ou através delas, temos linchamentos também.

Sem falar que as donas de casa, desocupadas, matam o tempo conversando com as vizinhas sobre TV e novelas. E nas redes sociais há isso também.

Projetos · Software · Web

Atualização do Post4Fun! – logotipo e patterns

Atualizei o Post4Fun!, com novo logo e identidade visual. Foram criadas páginas no Facebook e Twitter, também.

O Post4Fun! é um projetinho simples que lancei em meados de janeiro último. É uma ferramenta para criação de textos em imagens, de maneira simples e direta. Para saber mais, explico neste post.

O logotipo novo (substituindo o anterior horroroso, feito às pressas) foi criado no Blender. Eu renderizei em estilo “isométrico” (ortográfico) e meio cartoon, acentuando os edges. E texturizei no Blender também, pintando via Texture Painting. Foi ótimo, principalmente para se tirar a ferrugem. Nem lembrava mais como usar o esquema de pintura no Blender! Felizmente um vídeo no YouTube ajudou.

Depois dei acabamento usando o Inkscape: Efeito de glow básico: duplicando o ícone 3D, jogando ele atrás e lançando mão da opacidade e desfoque. E, também, uso de tipografia descrevendo o nome do site. No Inkscape criei as imagens de perfil e capa do Facebook e Twitter. Tudo em ambiente Linux. Quem me conhece aqui pelo blog sabe que sou fã destes softwares há um bom tempo.

Desenvolvimento · Opinião

Você precisa MESMO usar um framework Web? Já considerou não precisar usar NENHUM?

Este post parte da resposta dada por Rasmus Lerdorf (um dos criadores da linguagem PHP) quando perguntado sobre o que achava dos frameworks PHP existentes no mercado. O vídeo da resposta está abaixo. Sim, está em inglês, mas ativando a legenda e se você souber um pouco em inglês entenderá algo da discussão:

Lerdorf responde que nem todo mundo precisa de um framework de propósito geral, pois, se por um lado o framework ajuda a não reinventar a roda, ao mesmo tempo ele vem com várias e várias coisas desnecessárias ao projeto, não inerentes à ele e que podem atrapalhar a performance da aplicação, por exemplo.

Blog · Web

Caixas de comentários

Caixas de comentários. Elas surgiram com os blogs, e hoje estão espalhadas por toda a internet. O motor que fez o Facebook crescer foi a caixa de comentários, disponível em todo o post na rede e que alimenta discussões que fazem o povo voltar e voltar, gerando visitas para a rede social.

Hoje a seção mais movimentada é a caixa de comentários. As pessoas vão à ela sem mesmo ler a notícia. O importante é opinar…

Brasil · Web

A internet tá chata

Você vai à caça de notícias ou de um blog bacana. E logo pipocam as caixas pedindo para enviar notificações. Não, não e não. Ou então um paywall: assine nosso jornal, só R$ 1,99 por mês, jornalismo de qualidade. Clica no X para fechar.

Quando não, um popup com propaganda de carro. Ou um box de assinatura de newsletter. Coloque o seu e-mail e receba novidades e promoções.

Trocentos banners de propaganda enquanto se rola o texto. É preciso: O AdSense paga pouco. Volume é necessário.

Blog

Quando os blogs eram moda…

Sim, blogs já foram a moda na internet. Antes do advento do Facebook e Twitter, que praticamente monipolizaram a produção de conteúdo, todo mundo que queria manifestar a sua opinião na internet tinha o seu blog – podia ser no WordPress.com ou no Blogger.

Tive meu primeiro blog em maio de 2007. Chamava-se “Bem-bolado” (http://bem-bolado.blogspot.com) e usava a plataforma Blogger.

Blog · Dicas & Tutoriais · Digital

4 sites para você obter imagens grátis

Vira e mexe precisamos de imagens de qualidade, seja para fazer um trabalho de faculdade (publicidade, jornalismo ou design), para fazer mockups, protótipos ou bonecos, ou simplesmente para um post de Facebook, por exemplo.

Como sair por aí para fotografar com uma câmera semi-profissional não é um recurso ao alcance de todos o jeito é lançar mão de sites que ofereçam esse serviço. No entanto, sites como o Stockphotos, contendo imagens de altíssima qualidade aos montes, também cobram um bom preço por seus serviços. Daí o jeito é recorrer aos sites de imagens gratuitos.

Nesse post vou fazer uma análise de três sites, suas diferenças, com suas vantagens e desvantagens.

Dicas & Tutoriais · Software

Testando seu site para mobile no Windows com Electric Mobile Studio 2012

Para quem desejaria testar os recursos de um navegador mobile sem precisar de um dispositivo (iPhone e iPad), mas sim diretamente do PC, fica aqui a dica do Electric Mobile Studio 2012.

Eu tenho o Electric Mobile Simulator Professional, que é o antecessor deste Studio (que ainda não experimentei). Nele é possível simular muitas características desses dispositivos, como eventos touch start e endgeolocalização (simulação de GPS), HTML5 local storage, SQL e IndexedDB, além de integração com Visual Studio e debug de Javascript (no caso da versão Studio, não a Simulator).

Eu sempre o uso para testar layouts e eventos, e me satisfez bastante. Recomendo, até pelo bom preço que paguei na licença.

Você pode comprar através do site, disponível apenas para Windows.

Mídia · Opinião

Porque se gasta tanto dinheiro com isso?

Sim, eu sei: estamos em época de Copa do Mundo. As atenções estão voltadas para a televisão e para os jogos decisivos. Não à toa, os anunciantes estão descendo o caminhão de dinheiro. Todos querem que suas propagandas – e suas marcas – sejam vistas pelo público.

Mas frequentemente fico encucado e me pergunto: qual a razão de se investir tão pouco em propaganda online?

Lembro que, no tempo que eu lidava com propaganda (cursava comunicação), a Web detinha uma das menores fatias dos investimentos em publicidade (atrás da TV por assinatura, inclusive, e bem atrás de TV aberta, rádio, jornais, revistas e mídia externa). E ainda se investe pouco, o que é de se estranhar, haja vista que já é um dos veículos com grande penetração na sociedade.

Claro, talvez nunca se investirá em propaganda na Web como se investe em TV. Mas acho uma pena, pois eu, que tenho apenas TV aberta, confiro um conteúdo péssimo, e sou obrigado a me refugiar muitas vezes à Web em busca de conteúdo de qualidade. Conteúdo esse feito com uma certa, digamos, “valentia”: sem dinheiro, de maneira muitas vezes descontraída até, mas excelente.

Talvez seja uma opinião tendenciosa minha, visto que trampo com (ou tento viver de…) Web.

Mas ver um blog bacana fechar, e assistir programas de quinta na TV contando com fortunas, dá um gosto de injustiça.

–X–

Com este post pretendo inaugurar a série de postagens mais “pessoais” (sem aqueles tutoriais e dicas sobre Web como os anteriores). Ainda vou ver onde arranjar espaço para blogar essas coisas. Mas enfim, por enquanto é isso.