Blog · Flash · HTML 5 · Tecnologia · Web

Sim, o fim do Flash já tem data marcada. Meus dois centavos sobre o assunto: mitos, verdades e a Web de hoje

Soube recentemente que a Adobe já definiu uma data para o fim definitivo da tecnologia Flash. Ficou para 2020. Mas na prática ele já está morto há alguns anos – no meu ponto de vista, de quem trabalhou com Flash e AS3 por uns anos, ele começou a agonizar a partir de 2012, morrendo de vez lá por meados de 2013.

Quando digo “morrer de vez” quero dizer no sentido de surgimento de projetos novos – sites, games, animações interativas para Web. Em 2012 mesmo eu já me recordo de transpor um site simples em Flash para HTML (antigo e que rodasse no IE8, não HTML5).

Como alguém que trabalhou com a tecnologia e dedicou uns dois ou três anos à ela, a ponto de escrever alguns posts aqui no blog sobre, acho que deveria escrever algo a respeito. E cá estou. Vou dizer o que penso sobre tudo isso, a história do Flash, a imagem errada que se criou em torno dela e o que vem pela frente.

Dicas & Tutoriais · SEO

Link Building: como ele pode aumentar os acessos ao seu site

Você sabe porque toda vez que você buscar por um determinado termo genérico (ex.: “futebol” ou “Brasil”) um dos primeiros resultados a aparecer é o site da Wikipédia? Link Building!

Isso acontece devido ao fato da Wikipédia ser muito referenciada por outros sites (ou seja, um link para a Wikipédia estar contido em inúmeros sites.) Assim, para o Google a Wikipédia se torna uma boa referência em conteúdo. Temos aí um case de sucesso em link building.

Espalhar links do seu site em outros sites (seja em redes sociais como o reddit e Medium como em blogs de terceiros relacionados ao assunto do seu site) é um bom jeito de informar ao Google que o seu site tem relevância. Funciona assim: quando o Google for “varrer” esses sites ele vai esbarrar com o seu link; assim, essa informação faz com que o seu site “ganhe pontos” (reputação) como fornecedor de conteúdo. É por isso que a Wikipédia, tão largamente citada ao redor do mundo, está sempre nas primeiras posições das buscas.

Blog · SEO · Wordpress

Como tornar seu site WordPress mais rápido com plugins simples

O Google joga para baixo da lista de resultados sites que levam mais de 3 segundos para carregar. Por isso, se você quer manter o seu site relevante, é importante se atentar ao tempo de carregamento dele.

Sim, existem várias otimizações a serem feitas para se melhorar a posição de um site nos resultados de busca; nesse post vou me ater apenas à questão de performance e como melhorar isso de maneira simples no WordPress.

Por que WordPress?

WordPress é o CMS mais usado no mundo. E também o mais mal usado. O que mais tem por aí são empresas de hospedagem que oferecem planos de hosting WordPress à uns R$ 10, R$ 15 por mês.

Não que isso seja necessariamente ruim: para sites institucionais e blogs sem grandes pretensões (meu caso) isso está OK. Caso o seu site/blog não se enquadre nessa categoria vale a pena procurar empresas que oferecem serviços profissionais na área para WordPress, como a WP Engine.

No entanto, não é só porque o seu site está numa hospedagem simples que isso signifique que não podemos fazer algumas otimizações. Abaixo vou listar algumas, bem práticas, nível usuário comum/leigo.