Blog · PHP · Software · Tecnologia · Web

Por que você deveria dar uma chance ao framework Phalcon

Por que você deveria dar uma chance ao framework Phalcon

Sou desenvolvedor PHP já há alguns anos. Vou falar aqui de frameworks PHP.

No mercado brasileiro se destacam alguns: Laravel, Symfony, Yii… todos muito bons. Mas neste post gostaria de chamar a atenção para um framework que venho usando a um tempo e que também é, a meu ver, muito depreciado por estas terras e merecia mais atenção: Phalcon.

Meu intento aqui é apresentar, de maneira breve, alguns pontos interessantes dele.

Phalcon é PHP

Se você ainda tá naquela de que PHP é “linguagem de sobrinho” então, por favor, esqueça esse texto (e sugiro também reavaliar seus conceitos, antes de vir aqui).

Gosto de PHP por causa de dois pontos principais apontados por Josh Lockhart em seu ótimo livro: velocidade de desenvolvimento e facilidade de aprendizado. Você escreve o código PHP e no navegador já vê o resultado na tela. Nada de compilar.

É claro que o PHP é cheio de esquisitices na sua sintaxe – há opções melhores nesse quesito. Mas eu, pessoalmente, vejo vantagem em desenvolver em PHP do que em Javascript / Node.js. Com o PHP temos um suporte maior a orientação a objetos, que no JS não temos.

O Phalcon é apresentado como um módulo PHP escrito em C. É voltado para aplicações de alta perfomance. Não, não é 100% igual ao Node.js – eles tem perfis, histórias e arquiteturas diferentes. Mas para mim o Phalcon se torna a opção mais equilibrada que alguém poderia ter quando o assunto é ficar no PHP e decidir seguir pelo hype do Javascript.

Phalcon é enxuto

O framework não vem com tudo pronto; isso pode decepcionar alguns devs. No entanto isso pode ser uma vantagem – sua aplicação precisa executar todo um stack de código além do essencial desenvolvido por você?

LEIA TAMBÉM  Integrando Visual Studio Code com Unity - no Linux

O Phalcon dá a possibilidade de você desenvolver microaplicações, inclusive. Mesmo para o caso de você precisar fazer uma aplicação maior o Phalcon é bem servido: ele já vem estruturado em MVC, também. Em todo caso, você só lida com o essencial.

Boa comunidade e documentação

É claro que a comunidade em torno do Phalcon não chega aos pés de um WordPress. Mas mesmo assim, até agora, tenho sido bem servido. O pessoal do fórum é bem atencioso (guardada as devidas proporções). E a documentação tem sido satisfatória. Tenho conseguido desenrolar o trabalho. Precisam melhorar, mas tudo é tempo.


Em todo o caso, estou bastante satisfeito com o Phalcon. Já estudei Laravel e trabalhei com o Yii. Uso, no meu dia a dia, mais WordPress e Magento – plataformas já bem acabadas e que mais me deparo nos trabalhos. Mas buscando uma combinação entre performance, praticidade e facilidade de desenvolvimento, acho que ele é o que me atendeu melhor, o que me deixou mais feliz nesses quesitos.

Se você quer aprender o framework, recomendo começar pelo Getting Started (instalação e uma lida neles). E depois por em prática o Basic. Isso vai te dar uma visão geral da coisa e é tudo bem fácil e simples.

Curtiu? Então aperte o botão:
Tagged: , , ,