Portfólio · Projetos

Primeiro post – iniciando 2013

Primeiro post de 2013, vamos lá:

  • Sim, o site Neoludo saiu do ar. Explicando rápido: eu não renovei o domínio porque eu não havia comprado ele através do meu nome, mas de uma empresa. Minha intenção seria adquirir um novo, tipo “neoludogames” ou “neoludostudio”. Mas enfim, o mais importante também é que pretendo remodelar o visual dele, abandonado o formato blog para deixar portfólio, e com design responsivo também.
  • Estou desenvolvendo um novo game, como expliquei no fim de 2012. Estou começando ele como mobile (adaptando a jogabilidade dele), mas vou lançar versões de teste por aqui e em fóruns como o Gamebrain. Em outras palavras, seguir como se deve: testando, iterando, mudando, corrigindo… para chegar a um final bacana.
  • Este ano também comecei um hobby: hardware livre com Arduino.
  • E tenho que ir mais depressa, porque estou devagar.
3D · Dicas & Tutoriais · Software · Web

Tinkercad – enfim um programa 3D fácil de usar

Quem já experimentou softwares 3D – seja o AutoCAD, o Maya, 3ds Max ou até mesmo meu conhecido Blender3D – sabe que, para conseguir fazer até as mais simples formas é um trabalho complicado. Se não é o ambiente inóspito de um AutoCAD ou a insanidade de atalhos do Blender, aprender um programa de 3D/CAD pedia muito tempo e paciência.

Ou era necessário, até inventarem o Tinkercad! 😀 Continue reading “Tinkercad – enfim um programa 3D fácil de usar”

Blog · Vida

Sobre 2012 e 2013

O que vivi no ano de 2012? Foi um ano com altos e baixos, em que comecei bastante ingênuo e me iludi, achando que seria um ótimo ano.

Eu comecei experimentando lançar um selo de games indie, o estúdio Neoludo, em que até agora só foi lançado um (simples) jogo. O Pollus foi um projeto que comecei errado e pelo jeito terminarei errado. Minha vontade é começar um projeto de game mais adequado para as plataformas que pretendo atingir. Além disso, minha intenção é deixar o estúdio com cara estúdio mesmo: pretendo abrir a ideia para ilustradores, testers, idealistas em geral, entre outros, que querem lançar games e pretendem se juntar, pois faço o trabalho de desenvolvimento. No final do ano, assinei um serviço de cursos em vídeo e revistas de tecnologia e voltei a estudar inglês, sendo que nesta vez estou extremamente disciplinado e amadurecido, pretendendo chegar até o fim e ter proficiência.

Eu até consegui ganhar dinheiro esse ano, voltando a trabalhar ocasionalmente com o pessoal da agência da qual pedi demissão em 2011. Eu sei que é meio contraditório, mas realmente fiquei numa situação difícil, precisando de mais dinheiro (embora tenha feito um “pé de meia” antes de sair). Estou conseguindo balancear as duas coisas (projetos pessoais e freelas), e assim vou indo.

No plano pessoal, eu pretendo fazer uma coisa que adiei por anos e que hoje lamento muito.

Enfim, preciso fazer tudo aquilo que não fiz ou procrastinei: trocar ideias, participar de eventos, ter mais aplicação e planejamento. Repetir-me menos, insistir no que já deu certo e não querer reinventar a roda.

É isso o que aprendi para levar à 2013. Não gosto de fazer promessas de ano-novo e blablablá, mas só sei que terei que perseverar se quiser fazer de 2013 um ano melhor que este. Keep Calm and Carry On.

Rumo a 2013.
Dicas & Tutoriais · Software

Cobian Backup, bom programa de backup para Windows e fácil de usar

A post “dica de software” desta vez vai para um voltado para realização de cópias de segurança: Cobian Backup. O programa, grátis, tem cerca de 18,80 MB de tamanho e roda em Windows (ainda não experimentei rodar “emulado” no Linux). Continue reading “Cobian Backup, bom programa de backup para Windows e fácil de usar”

Dicas & Tutoriais · Software

Testando seu site para mobile no Windows com Electric Mobile Studio 2012

Para quem desejaria testar os recursos de um navegador mobile sem precisar de um dispositivo (iPhone e iPad), mas sim diretamente do PC, fica aqui a dica do Electric Mobile Studio 2012.

Eu tenho o Electric Mobile Simulator Professional, que é o antecessor deste Studio (que ainda não experimentei). Nele é possível simular muitas características desses dispositivos, como eventos touch start e endgeolocalização (simulação de GPS), HTML5 local storage, SQL e IndexedDB, além de integração com Visual Studio e debug de Javascript (no caso da versão Studio, não a Simulator).

Eu sempre o uso para testar layouts e eventos, e me satisfez bastante. Recomendo, até pelo bom preço que paguei na licença.

Você pode comprar através do site, disponível apenas para Windows.

História

A saga do futebol nos videogames, dos primeiros games nos anos 80 até hoje

De uns 15 anos para cá, com a evolução da tecnologia dos videogames, possibilitando gráficos e processamento mais avançados, é difícil imaginar que os games de futebol um dia já foram assim:

RealSports Soccer (para Atari 2600), de 1983. Gostaria de saber o que eles viram de “Real” nesse jogo. 🙂 Continue reading “A saga do futebol nos videogames, dos primeiros games nos anos 80 até hoje”

Dicas & Tutoriais · Game design · Games

Dica de software: OGMO Level Editor, editor de níveis para games

Logo OGMODica da semana: OGMO Level Editor, level editor de código-aberto para Windows. O OGMO pode ser definido como um editor de níveis de propósito geral para games que gera arquivos em XML.

No OGMO você trabalho no esquema de projetos, sendo que para cada projeto você pode criar níveis contendo objetos relacionados a um jogo. É muito fácil de usar, qualquer um se entende com a ferramenta.

É muito fácil trabalhar com o OGMO. E no editor de níveis você adiciona, aumenta/diminui e rotaciona imagens ou pode desenhar os tiles no grid.

Deixei de lado o Inkscape (tentei usá-lo como level editor) por causa de detalhes chatos, estava muito burocrático, e então passei a usar o OGMO. Estou satisfeitíssimo: o XML é fácil de entender, o editor é bem organizado, é gratuito e versátil. Ainda faltam recursos mas já está ótimo para uso.

Recomendo este tutorial (em inglês), mas se quiser ver outros confira na página do projeto.

Se desejarem mais detalhes ou um passo a passo, postem aí nos comentários. Até a próxima 😉

Dicas & Tutoriais

Usando a mesa gráfica Wacom no Blender

Há uns três meses eu comprei uma mesa gráfica Wacom (modelo Bamboo Connect) e não poderia estar mais satisfeito: se antes eu sofria com as dores e limitações do mouse, tudo isso foi embora com o uso da mesa digitalizadora.

No entanto, ninguém é perfeito. Alguns softwares “empacam” com a mesa, não reconhecendo os cliques, como é o caso do programa TexturePacker (em que tenho que usar o mouse ou o botão do touchpad para os cliques – note que estou me referindo à versão Windows, não testei em outros sistemas). Continue reading “Usando a mesa gráfica Wacom no Blender”

Dicas & Tutoriais · Game design · Software

Usando o Inkscape como Level Editor

No post sobre o meu projeto de jogo atual eu mencionei que iria deixar de lado o Level Editor in-game para usar uma forma mais ágil de criar as fases do jogo. A solução então que já tinha na cabeça foi a de adotar o Inkscape para isso.

Não poderia ter sido mais feliz. Com o Inkscape, além de tornar a edição dos níveis mais robusta, fácil e agradável, o esquema da programação se tornou extremamente simples, ao contrário do complicado e limitado (em boa parte pelo tamanho da janela do game em Flash) editor in-game. Continue reading “Usando o Inkscape como Level Editor”