Blog · Brasil · Opinião

Mate o velho Brasil que existe dentro de você

Mais um ano eleitoral aqui no Brasil e vemos o brasileiro esperar, novamente, pela figura do “salvador da pátria”.

É aquele cara que, uma vez no cargo da presidência do País, irá resolver todos os problemas. Como num toque de mágica – feito pela caneta presidencial, no lugar de uma varinha de condão.

Esse tipo de pensamento é cultural no brasileiro e é chamado de sebastianismo. A gente também vê a influência dessa ideia, desse imediatismo, nos pedidos de intervenção militar (como no caso da greve dos caminhoneiros), por exemplo.

É sempre assim: deu problema, chama alguém para resolver. Já relatei aqui meu aborrecimento com essa mentalidade, mas, no caso, na figura dos políticos e do Estado.

Em resumo, as pessoas no Brasil ficam na expectativa que alguém faça alguma coisa. E daí eu pergunto: E você, já pensou em começar a fazer alguma coisa?

Vejam esse tuíte abaixo, que eu vi hoje. Cansei de me deparar com isso – no meu caso, na área de TI. Quando estudava publicidade e demonstrei interesse na área de desenvolvimento de games, ouvi que eram áreas “inúteis”. Comprar livros, ler, é também perda de tempo – afinal, importante é diploma.

Fonte: https://twitter.com/aguedescartoon/status/1004345137345056768
Fonte: https://twitter.com/aguedescartoon/status/1004345137345056768

É sempre a mesma mentalidade tacanha, tosca, de querer levar vantagem em algo.

Essa idealização do salvador da pátria, diga-se, tem muito desse egoísmo e vaidade: “deixa que os outros resolvem”. E tudo baseado em muita ignorância.

Vamos tomando o espaço do outro, o tempo do outro, sempre em nosso proveito. E deixamos os outros para lá. Como se não vivêssemos em sociedade, e tudo o que está aí não fosse um espelho de nós mesmos…

O brasileiro quer chegar ao primeiro-mundo com uma cabeça de terceiro. Vai dar certo sim…

O problema do Brasil, antes de tudo, é cultural. Mate o velho Brasil que existe dentro de você antes de querer um novo Brasil, “bróder”.

Curtiu? Então aperte o botão:
Tagged: , ,