Livros · Web

Blogueiros que se tornaram (bons) escritores

Aconteceu de, recentemente, eu ler dois autores que, apesar das diferenças de temáticas dos seus livros, têm coisas em comum: são autores jovens, jovens, escreveram livros bem escritos e, principalmente, são “bichos” surgidos da internet. Blogueiros, enfim. São eles Ryan Holiday e Mark Manson.

Embora talvez ainda não seja uma constante, é cada vez mais comum autores começarem na internet da mesma maneira que muitos autores de antigamente começavam na grande imprensa, escrevendo crônicas ou artigos. Até porque a internet de hoje é a mídia impressa de ontem.

Abaixo listo alguns autores de livros que são figuras surgidas da internet, que começaram basicamente escrevendo em blogs – seja em blogs de grandes portais ou autônomos. Li os quatro e deixo uma breve descrição e opinião sobre eles. No fim do artigo deixo links de livros dos autores caso haja interesse.

Dicas & Tutoriais · Software · Tecnologia · Web

E-mail grátis com domínio próprio: usando Zoho Mail

Existem ocasiões em que você pode lançar mão de uma hospedagem grátis e apontar um domínio próprio para ela. No entanto, a hospedagem de site é uma coisa; ter contas de e-mails com o mesmo domínio (ex.: fulano@dominioproprio.com) é outra.

Os mais antigos lembrarão que a Microsoft, via Hotmail, oferecia esse recurso gratuitamente. Porém ela desativou isso por volta de 2014. A opção seria pagar por um serviço de e-mails para tal recurso, e aí a melhor opção seria usar o G Suite da Google. Porém, criar e-mails com domínio próprio ainda é possível usando o serviço da Zoho Mail.

A Zoho Corporation é uma startup de matriz indiana, cujo produto principal é o Zoho Office – uma alternativa ao Office 365 e ao G Suite.

Blog · Web

Caixas de comentários

Caixas de comentários. Elas surgiram com os blogs, e hoje estão espalhadas por toda a internet. O motor que fez o Facebook crescer foi a caixa de comentários, disponível em todo o post na rede e que alimenta discussões que fazem o povo voltar e voltar, gerando visitas para a rede social.

Hoje a seção mais movimentada é a caixa de comentários. As pessoas vão à ela sem mesmo ler a notícia. O importante é opinar…

Brasil · Web

A internet tá chata

Você vai à caça de notícias ou de um blog bacana. E logo pipocam as caixas pedindo para enviar notificações. Não, não e não. Ou então um paywall: assine nosso jornal, só R$ 1,99 por mês, jornalismo de qualidade. Clica no X para fechar.

Quando não, um popup com propaganda de carro. Ou um box de assinatura de newsletter. Coloque o seu e-mail e receba novidades e promoções.

Trocentos banners de propaganda enquanto se rola o texto. É preciso: O AdSense paga pouco. Volume é necessário.

Blog · Flash · HTML 5 · Tecnologia · Web

Sim, o fim do Flash já tem data marcada. Meus dois centavos sobre o assunto: mitos, verdades e a Web de hoje

Soube recentemente que a Adobe já definiu uma data para o fim definitivo da tecnologia Flash. Ficou para 2020. Mas na prática ele já está morto há alguns anos – no meu ponto de vista, de quem trabalhou com Flash e AS3 por uns anos, ele começou a agonizar a partir de 2012, morrendo de vez lá por meados de 2013.

Quando digo “morrer de vez” quero dizer no sentido de surgimento de projetos novos – sites, games, animações interativas para Web. Em 2012 mesmo eu já me recordo de transpor um site simples em Flash para HTML (antigo e que rodasse no IE8, não HTML5).

Como alguém que trabalhou com a tecnologia e dedicou uns dois ou três anos à ela, a ponto de escrever alguns posts aqui no blog sobre, acho que deveria escrever algo a respeito. E cá estou. Vou dizer o que penso sobre tudo isso, a história do Flash, a imagem errada que se criou em torno dela e o que vem pela frente.

Blog · Dicas & Tutoriais · Web

2 serviços para hospedar grátis seu blog e com domínio próprio

Foi-se o tempo em que se era preciso pagar por uma empresa de hospedagem para colocar seu site na internet com o seu domínio próprio.

Hoje há disponíveis serviços gratuitos e de qualidade onde você pode adicionar o seu site – vou me restringir apenas a 3 serviços. Eles oferercem performance, ou seja, velocidade de carregamento (não há nada pior que um site lento, tanto para os usuários quanto para os buscadores), além de praticidade, entre outras vantagens. No entanto, há também desvantagens.

Blog · Ensaio · Web

A batalha pelo foco

Nunca tivemos tantas opções de trabalhos diferentes, tantas opções para se ganhar dinheiro. E no entanto nunca fomos tão dispersos…

Nunca se exigiu tantas capacidades como hoje em dia. Mas se tivesse que escolher uma como principal, seria foco.

Eu sei que isso parece “bullshitagem” de mundo corporativo. Mas não é. Odeio toda essa “bullshit” de mundo corporativo, de termos em inglês, busca por feedback, stakeholders, core business. Se você é como pode continuar a leitura do texto.

Pois bem: o que quero dizer é que hoje estamos numa constante batalha, meio que como cegos no tiroteio, por lados combatentes querendo nossa atenção. Redes sociais, blogs, aplicativos de celular com suas notificações, games, filmes e séries…

A grande dificuldade no meio disso tudo é se concentrar em uma coisa realmente importante para você e conseguir manter a atenção. É mantendo a atenção que lemos algum livro, criamos alguma coisa (um texto, artesanato, o que for), fazemos algo com produtividade e até o fim.

Atenção virou uma commoditie na era da nova economia. Todos querem a sua atenção: o Facebook, o WhatsApp, o Netflix, o Twitter, a loja Steam, os portais, os blogs. A fim de te manter neles eles fazem de tudo: notificações a toda hora, promoções irresistíveis, novidades instantâneas. Saímos do computador para ir direto para o celular. Do celular para o tablet. Do tablet para Smart TV.

A grande batalha do século 21 será a batalha pela atenção.

 

Crédito da imagem: Designed by kues1 / Freepik

Opinião · Web

A web da qual sinto falta

Sinto saudades da Web dos sites novos, dos blogs e wikis. A Web, hoje, estranhamente se reduziu a um parque de diversões em que acessamos só uns cinco sites.

Estou para escrever este post há cerca de um mês, inspirado neste texto ótimo do Gizmodo, em que o autor explicita os descaminhos que a Web tomou (se não quiser ler todo o texto comece a partir da parte “De volta para o futuro”).