Blog · Games · Opinião

O fim dos “games bobos”?

Costumo ser visitante habitual de sites de games casuais, em especial do ArmorGames (famoso e meu favorito, e que, na minha opinião, tem os melhores jogos), do Kongregate e Miniclip (mais conhecidos). Não necessariamente para jogar – aliás, isso é o que menos estou fazendo por falta de tempo, o que não é desculpa, pois para alguém que deseja viver do desenvolvimento de games e leva isso à sério precisa experimentar e conhecer novos gêneros, experiências e outros. Continue reading “O fim dos “games bobos”?”

Blog · Games · Projetos

Sobre o “Pollus”, um jogo de ação casual que estou desenvolvendo

Bem, na realidade gostaria de falar sobre o projeto que estou tocando, o jogo de codinome “Pollus”.

Sobre o nome: na realidade esse nome bobo provavelmente será o definitivo, pelo fato de querer um nome que não significasse outra coisa (ou seja, fosse único) e de fácil pronúncia e lembrança por aí. Sei lá, talvez dê na cabeça de lançar uma enquete ou mudar geral, mas vou deixar isso por último…

Enfim, sem delongas, o jogo será casual (ou seja, não será um game AAA suuuuper ferrado de 3D e IA, mas sim daquele gênero de games simplificados e divertidos seguido por equipes pequenas indie, como é o meu caso). Inicialmente será lançado na Web usando a plataforma Flash, e posteriormente para PC e, se não for dispendioso demais, lançá-lo para mobile (iOS e Android). Vou buscar patrocinadores através de portais ou do FGL (mais viável), mas se não rolar irei de Google AdSense (for Games) ou MochiMedia mesmo. Continue reading “Sobre o “Pollus”, um jogo de ação casual que estou desenvolvendo”

Blog

Dois meses sem postagens e esclarecimento definitivo

Olhando aqui no arquivo vejo que o último post foi há mais de dois meses.

De fato, não tenho mais vontade de blogar. Lendo posts antigos vi que escrevi muita besteira coisa, principalmente sobre programação (e pelo lado positivo vejo que evolui muito para poder reconhecer isso, embora falte evoluir bastante, diga-se). Mantenho o blog mais em respeito pelo pessoal que aparece por aqui, na maioria das vezes vinda pelo Google atrás de dicas e links. Vontade de emitir opiniões? Nenhuma também. A audiência é pequena e também não tenho interesse em expandi-la.

O trabalho ao qual venho me dedicando, que é o game Ace of Sabers, a ideia da Neoludo, além de estudos e freelas afins me tomam o tempo que fico ao computador (quando me sobra tempo fico fora da máquina, o que é difícil 🙁 ).

Se no trabalho estou a 300 Km/h com dedicação total, [comentarista de futebol] com disciplina tática e aplicação na marcação [/comentarista de futebol], nos estudos confesso que ando meio preguiçoso, coisa que nunca fui. Mas acho que é apenas uma fase em que é preciso priorizar uma coisa e diminuir um pouco a carga em outra.

Por hora, é isso.

Blog

Sobre o blog, sobre mim e sobre mais não sei o quê

Olá a todos que visitam o blog (ou seja, meia dúzia de leitores 😀 ), este post é sobre o próprio blog.

Sim, os posts estão ruins, desinteressantes, e tudo mais. Razão: não tenho tido o velho interesse em escrever que tinha antigamente (não à toa esse texto provavelmente ficará cheio de erros, inconsistências e redundâncias, devido justamente à falta de interesse). Tenho me acostumado mais a ler blogs com textos bacanas do que eu mesmo tentar produzir algo bacana.

Além do que tenho focado em outras coisas. Tenho produzido, estudado programação, lendo, e estou focado em começar um projeto novo (já abordei o assunto ano passado). Também pretendo continuar a faculdade de análise de sistemas que interrompi ano passado.

Sempre que me sobra tempo ou fico no Facebook Twitter Grooveshark etc na internet navegando ou então “desplugo”. Nem me passa na cabeça escrever aqui. Já pensei em mudar o site para um portfólio ou coisa assim, mas isso dá trabalho que a má vontade não deixa.  É dose.

Por hora, é isso. 🙂

Blog · Vida

A paranoia da informação

Semana passada tomei uma atitude diferente: parar de usar (em demasia, ao menos) as redes sociais. Como já escrevi aqui anteriormente, trabalho com computador e tenho que ficar o dia inteiro aqui, e tenho sofrido para me concentrar, com tanta coisa inútil para se ver na Web.

Este texto foi quem me inspirou a começar isso. Tenho conseguido diminuir a frequência de tuítes, atualizações e, principalmente, o acesso a redes sociais, feeds RSS, sites de notícias em geral e etc. etc.

Redes sociais, tudo bem, mas por que notícias? Radicalismo? Não. Só penso que esta ideia de que se deve estar informado a todo tempo a respeito de tudo não passa de uma grande paranoia. Afinal, saber das “notícias”, inclusive das mais irrelevantes – disfarçadas de relevantes -, não acrescenta em nada.

Enfim, é isso. Vamos ver se consigo “desplugar” das redes de uma vez.

Blog

Offline, por favor

Ligo o computador. Não são nem 8h da manhã. Já vou para internet. Pessoal já para sair de casa, e eu fico. Fico na sala, onde tenho internet graças ao recém-comprado roteador wireless. Antes, ficava aqui só escrevendo códigos. Nada de internet. Para isso, precisava ir ao PC velhinho do quarto, que além de tudo era dividido entre os outros da casa. Hoje, tenho internet e computador exclusivos.

Começa o trajeto. Cliente E-mail aberto, MSN, Facebook, Twitter. Dou uma olhada rápida. No e-mail tem spam. Removido. Facebook, nada de novidades interessantes. Twitter idem. Passo o olho nas timelines. Atualizações, Trending Topics, Mentions. Fecho o Tweetdeck.

Login no Reader. Peneirando acho coisas relevantes. Resto, “marcar tudo como lido”. Comento ali, leio outro post ali. Já são quase 9h. E eu nem abri meu projeto que estava fazendo.

Lá vou eu ao Grooveshark. Lembrei de uma música. Ponho fones e ouço. Favorito. Já devem ser uma 9h30. Abri o projeto. Beleza.

Dou uma adicionadas no código. Mexo aqui, ali. Gostei. Dou uma parada e vou ao Twitter. Escrevo algumas coisas, retuíto. Abro o email. Nada de novo. Vejo uma tirinhas nova num blog. Leio os comentários. Já se vão uns 30 minutos. Tempo passando e eu não fazendo o que devia…

E 11h30, saio do computador. É hora de fazer outras coisas. Volto depois de duas horas.

E volto. Vou fazer o que deveria fazer. Mas antes, abrir e-mail, MSN, Twitter, Facebook… E lá se vai mais umas horas nisso e ouvindo música, jogando um gamezinho, conversando no Twitter, e outras coisas.

São 15h da tarde. Estou rachando a cabeça no projeto. Um velho problema que estou penando para resolver e não estou tendo sucesso. Desligo o computador. Vou no quintal pegar um coco.

Na esperança de que, quando voltar ao computador, conseguirei me concentrar no que deveria fazer.

Quando trabalhava em uma empresa conseguia ter foco. Mas mesmo assim penava um pouco perdendo a concentração na internet. Hoje, em casa, sem pressões e prazos apertados, minha concentração se esvaiu. Estou lutando para buscá-la de volta.

A internet é muito legal. Mas desconectar-se dá uma sensação de prazer indiscutível, por ser difícil de obtê-la.

Blog

Reformas

Sim, o blog está desatualizado demais. Preciso mexer nisto aqui. Tenho uns dois posts no forno, só que como ainda não os considero prontos então deixei-os mais um pouco lá, com o fogo apagado, na esperança que cresçam mais.

Continuo com vontade de blogar constantemente, porém, devido ao excesso de trabalho, mais  faculdade, mais “problemas técnicos” (estou para instalar internet na casa onde estou morando – me mudei de Guarujá para São Paulo), o acesso à Web nos finais de semana, momento em que poderia escrever aqui, se torna mais difícil.

Também pretendo mudar o visual do blog, pois acho que estou já se tornou antiquado, mas por enquanto vamos continuar com esta carroceria velha.

Por fim, penso também em mudar um pouco o conteúdo e os tipos de texto do blog. Deixar de lado esses posts engessados sobre Web e tornar tudo um pouco mais descontraído.

Qualquer coisa contate-me via SAC. 😛

Blog

Fora de tempo

Justificando a desatualização do blog:

  • Me mudei de cidade por causa de trabalho.
  • Estou sem computador e internet em casa.
  • Falta de tempo disponível no trampo para escrever postagens bacanas.

Provavelmente volte a fazer um bom post quando conseguir um fim de semana no litoral. Acho que em umas duas semanas. Verei. Abração.