Blog · Linux · Software

6 razões para você dar uma chance ao Linux

Linux no desktop. Por que não?

Neste post rápido listo alguns motivos porque você deveria dar uma chance para o sistema operacional do pinguim. 

#1 – Você está cansado de usar software pirata.

Alguém ainda compra computador de fábrica que já venha com Windows instalado? Ou ainda: já viu alguém que tenha comprado o Windows para uso doméstico? Sem dúvidas 99% das máquinas rodando Windows no Brasil usam a versão pirata do sistema.

Porém, muitas vezes nos deparamos com ativações mal feitas, ou atualizações, que verificam que o Windows usado é pirateado. E aí pode virar aquela dor de cabeça para reativar.

Com o Linux você não tem esse problema, uma vez que o seu uso é gratuito, sobretudo das versões mais populares (como Ubuntu).

Migrar do Windows para uma distro Linux deixou de ser um pesadelo. A instalação é simples e pode ser feita de um pendrive. A interface do Linux Mint, por exemplo, é adaptada justamente para essa migração:

Linux Mint 19.1, com look and feel do Windows 10 já por padrão.
Linux Mint 19.1, com look and feel do Windows 10 já por padrão.

#2 – Você quer mais estabilidade.

Não vou dizer que não tive problemas com o Ubuntu. Instalei uma série de atualizações e quando fui reiniciar o PC o sistema não iniciava. Mas desde que abri mão dele em favor do Linux Mint, só tranquilidade.

Quem nunca se deparou com a famosa tela azul do Windows, principalmente após os famosos pacotes de atualizações? Mesmo com a melhora nas últimas versões, já tive dor de cabeça para ressuscitar o Windows 10.

Linux é muito mais desenvolvido, pois não se baseia em APIs por cima de APIs da arquitetura do sistema da Microsoft. Já o sistema do pinguim roda em diferentes níveis de execução (running levels): o sistema num, programa X em outro, etc.

#3 – Segurança é necessário.

Nunca usei antivírus em todos esses anos de Ubuntu / Linux Mint e nem pretendo usar. No mais, só ativo o próprio Firewall que vem embutido.

E a tendência é que continue assim, uma vez que, por ser pouco usado, o Linux tende a não ser um alvo preferencial dos hackers.

#4 – Você tem problemas com programas de terceiros.

Você instala um programa e, pimba!, lá vem junto um hijacker que muda seus navegadores. Ou então, por distração, o famigerado Baidu.

LEIA TAMBÉM  O fim dos "games bobos"?

Não lembro de ter tido esse problema. baixando software no Linux. Até porque não é qualquer um que sai instalando – é preciso ser administrador.

Tudo fica bem normalizado.

#5 – Você tem uma máquina modesta.

Seu computador já está lentíssimo de tanto tempo usando Windows? Depois de tanto instalar e desinstalar coisas muita sujeira fica armazenada no sistema: entradas no registro do sistema, arquivos perdidos…

Além do mais, uma instalação limpa do Windows 10 hoje já toma quase 20GB do disco rígido. Muita coisa.

No Linux isso não ocorre. Não há registro do sistema equivalente ao do Windows. Instalando e desinstalando coisas e o sistema continua como tal. E uma instalação limpa do Mint 19, por exemplo, precisa de 15GB (embora seja usado menos) de HD. E com 2GB de RAM o sistema já corre bem, enquanto o sistema da Microsoft requer uns 4GB pelo menos.

Linux é uma boa para ressuscitar aquele seu PC velho. É claro que tem distros modernas que exigem muito da máquina, então não é toda distro que é adequada para aquela carroça que você tem em casa. Esse vídeo do canal Diolinux explica melhor qual SO é mais adequado:

6# – Você usa o computador para pouca coisa.

Você é um “empurrador de mouse”, cujo cotidiano no PC é navegar na internet e editar textos e planilhas estilo Office?

Os principais navegadores também estão disponíveis. Já sobre o pacote Office, você pode trocar ele pelo LibreOffice, alternativa gratuita que suporta os mesmos formatos de arquivo do pacote da Microsoft (como .xlsx e .docx, entre outros).

Reprodução de mídia? VLC. Spotify e Skype também estão disponíveis.


Claro, nem tudo é um mar de rosas. Muitos softwares não estão disponíveis para o Linux. É importante você se atentar para isso antes de efetuar uma migração completa.

Por exemplo: se você trabalha com design, não há Photoshop ou InDesign. Desenvolvimento de games com Unity também pode ser um martírio, pois as versões de testes lançadas não são tão boas quanto as correspondentes para Windows (bugs são recorrentes).

Entretanto, para a maioria dos casos, o Linux atende bem. Vale conferir 😉

 

Curtiu? Então aperte o botão: