Review do tablet Ainol Novo II Hero

Ainol Novo 2 Hero

Em abril de 2013, eu comprei um tablet simples, chinês, via AliExpress. A fabricante é a Ainol Novo e o tablet em questão é do modelo Ainol Novo II Hero. Neste post pretendo fazer uma análise sobre as funcionalidades, pontos positivos e negativos do produto.

Na época, paguei cerca de R$ 600 tudo (o preço do tablet mais o frete em R$ 30, via DHL). Em cinco dias chegou em casa (sim, veio da China direto!). Continue lendo “Review do tablet Ainol Novo II Hero”

Sobre o Mix Leitor D

Mix Leitor DEstou há tempos para escrever uma resenha sobre o Mix Leitor-D, um leitor de livros digital fabricado pela Mix Tecnologia, empresa nacional baseada em Pernambuco.

Comprei-o há cerca de dois meses. Confesso que gostei muito do aparelho. Ele cumpre bem a missão de servir de leitor de e-books. Suporta vários formatos, além de permitir a execução de músicas e rádio (usando os fones de ouvido que acompanham o aparelho). Neste artigo da Wikipédia você pode ver mais detalhes técnicos.

O que pude notar é que o Leitor-D tem diferenciais com relação aos concorrentes (no caso de tocar áudio, o que me agradou muito), gostei da navegação e do acelerômetro, e senti falta de algumas coisas (como um número maior de fontes tipográficas).

Mas uma coisa que me deixou chateado foi seu sistema operacional, que achei muito instável. Já travou várias vezes, e para reiniciá-lo você precisa forçar um desligamento ou então ligá-lo na tomada (!) e forçar assim o reinício. Por isso, se você for viajar leve consigo o carregador, não porque ele consumirá bateria (a autonomia dos e-readers é longa) mas para poder usar.

Outra: em três meses de uso a bateria pifou. Não queria mais iniciar. Tive que enviar para assistência técnica (ou seja, lá para Recife) e tive que gastar ainda com o frete. Um inferno.

Os E-readers nacionais

Muito se fala no Kindle, e muita gente considera o recém-lançado iPad, da Apple, como um novo e-reader – sendo que, na realidade, trata-se de um tablet, que está mais para um misto de iPhone e notebook do que para um leitor digital propriamente dito.

E-reader é como chamam esses aparelhos que se destinam a facilitar a leitura de e-books/ebook (livros digitais que podem estar em formato PDF, etc.) e se utilizam de uma tecnologia chamada E-Ink, um recurso diferente dos tradicionais LED e CRT e que procura simular a tinta do papel, fazendo assim que se canse bem menos a vista do que se lendo por um monitor de computador. Sem falar, é claro, na praticidade: é possível levar uma biblioteca inteira na memória, baixar conteúdo pela internet, e muitos outros. Continue lendo “Os E-readers nacionais”